Definição de Cerâmica

O que é a cerâmica?

Cerâmica

Uma das maiores dúvidas de quem nos visita prende-se com a própria definição de cerâmica. Usualmente confundimos termos simples como barro, argila e cerâmica.

Vou tentar de um modo simplificado responder a esta questão.

A cerâmica, palavra derivada do termo original Grego “Keramus”, significa terra ardida, ou terra queimada, o que quer dizer que a cerâmica resulta da cozedura de, por exemplo, um ou mais barros.

Será o barro cerâmica?
Não!
O barro só se transforma em cerâmica após cozedura. Até lá, é uma rocha com comportamento plástico quando colocada em água, podendo secar e humedecer-se para fazer e refazer peças.

Será a cerâmica feita a partir do barro?
Pode ser, mas nem só de barro se faz cerâmica. A cerâmica pode ser produzida a partir de inorgânicos não metálicos quando submetidos a uma cozedura a altas temperaturas. Por exemplo o processamento de um granito, a sua conformação e sinterização resultará num componente cerâmico. O mesmo acontece com as esferas refractárias de alumina.

Se a cerâmica pressupõe cozedura, irei tentar agrupar de acordo com a função os diversos cerâmicos conhecidos:

1) Cerâmica de barro vermelho

Barro

A cerâmicas de barro vermelho, poderá ser ornamental ou estrutural. São utilizados normalmente dois barros; um mais plástico, denominado gordo, e um com menor plasticidade designado por magro.

2) Pavimento e revestimento

Serão diversificadas as composições que resultam na produção cerâmica de pavimento e revestimento. Dependendo da composição das pastas e temperaturas de cozedura, poderemos ter azulejos,  grés, grés porcelânico, porcelanato, pastilha… Poderão ser ou não vidrados, consoante a aplicação a que se destinam. Nem todos terão a mesmaresistência ao uso e correspondente abrasão.

3) Cerâmica branca

Cerâmica branca

http://loveletter.com.br/

A família da cerâmica branca é muito amplo e não terá de ter a mesma formulação.
A cor branca tanto poderá ser dada por matérias primas seleccionadas usando argilas como o caulino, com alto grau de pureza e quase isento de óxido de ferro ( responsável pela cor avermelhada), mas também pode ser atribuído a engobes e vidrados opacos da mesma cor.

Podia agrupar de um modo geral a cerâmica branca nas seguintes categorias:
– Louça de mesa e artística (faianças, grés e porcelana)
– Louça sanitária

 4) Cerâmicos técnicos

Fazem parte deste grupo os abrasivos, refractários, isolantes térmicos,

5) Cerâmicos especiais

Feitos a partir de matérias primas sintéticas de elevada pureza, permitem o desenvolvimento de componentes para os mais variados fins: aeronáutica, electrónica, bio-materiais, ferramentas de corte…

Outros artigos que pode achar interessantes:

– O que é a barbotina e as suas características
– História da roda de oleiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *